PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO - 26ª SUBSEÇÃO DE COMODORO

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Setembro de 2021 | Ver mais
D S T Q Q S S
# # # 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 # #

Notícia | mais notícias

Ensino Jurídico em pauta em mais um evento da OAB-MT neste mês do advogado

04/08/2021 19:50 | II OAB LEADS
Foto da Notícia: Ensino Jurídico em pauta em mais um evento da OAB-MT neste mês do advogado
imgA Comissão de Ensino Jurídico da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) convida para reflexões e debate sobre “Qual o Papel do Professor no Novo Modelo de Ensino Híbrido e Qual a Importância de Metodologias Ativas”. O evento online será nesta quinta-feira (5), das 18h às 22h, e está dentro da programação do II OAB Leads, neste mês do advogado. Será transmitido pela plataforma Zoom e o YouTube da ESA-MT.
 
No primeiro painel, são palestrantes a professora Cintia Belini e os professores Bruno Barata e Thiago Carcará.
 
O tema central envolve a figura do docente e a realização das atividades presenciais e à distância, além da utilização de metodologias ativas uma realidade presente na educação brasileira, acelerada por ocasião da pandemia.
 
“O tema a ser debatido passa necessariamente pelo confronto entre o ensino tradicional, em que professores ensinam e os alunos recebem passivamente o conhecimento transmitido, enquanto na metodologia ativa o estudante é o protagonista em razão da autonomia em seu processo de aprendizagem, responsabilizando-se inclusive pela busca do conhecimento. Já o professor tem função fundamental pois possui vasta experiência e conhecimento atuando como orientador, mediador, coordenador interage estimulando a construção do conhecimento e auxilia para transpor barreiras e melhor capacitá-lo”, diz o presidente da Comissão de Ensino Jurídico da OAB-MT, José Patrocínio de Brito Junior.
 
O segundo painel traz como palestrantes a estudante Amini Haddad e o Juiz de Direito Jamilson Haddad Campos. Será apresentado o caso da menina de 12 anos, aluna de um colégio da Capital, que inspirou a lei para implementar no currículo escolar o tema violência doméstica.
 
--
 
Keka Werneck

 


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp